A Alimentação e a Saúde Feminina – artigo no Simply Flow by Fátima Lopes

14 May 2018 2 comments daniela Categories Blog, Cozinhar com Amor

Nós mulheres temos um corpo com necessidades especificas, bem diferentes do género oposto. Ciente disto a querida  Fátima Lopes,  que conhece bem o meu trabalho, pediu-me para escrever um artigo para a sua plataforma de saúde e bem-estar – Simply Flow by Fátima Lopes.

A Alimentação e a Saúde Feminina

O corpo feminino tem características muito próprias, que vão mudando com a idade. Seguir uma alimentação tendencialmente mais de origem vegetal, local, sazonal, com horários regulares, sem produtos industrializados e processados, com baixo teor em açúcares de absorção rápida, beneficia tanto o género feminino como o masculino, mas hoje o artigo é direccionado para as mulheres e para a saúde feminina, de forma a aproveitarmos todo o potencial do nosso organismo.

O corpo feminino possui tendencialmente menos massa muscular, mais gordura e um metabolismo mais lento. Além destas características, os ciclos menstruais, a gestação e a menopausa influenciam intensamente a nossa saúde, e manifestam-se sempre nos nossos corpos físico, mental e emocional. Cuidar da alimentação desde cedo é fundamental para manter uma boa forma física e saúde durante todas as fases da vida.

Dos 20 aos 30 anos

Normalmente dos 20 aos 30 anos, a mulher passa por várias alterações hormonais, que influenciam o corpo e humor, principalmente durante a altura do ciclo menstrual. A TPM (Tensão Pré-Menstrual) é causada pela diminuição do estrogénio e aumento da progesterona, o que causa a diminuição da serotonina – a hormona da auto-estima. Nesta fase é comum ficarmos mais sensíveis. Por isso, é importante dar ênfase a alimentos ricos em vitamina B, como os cereais integrais, a banana, as castanhas, as leguminosas e alimentos ricos em magnésio e ácido fólico que ajuda na produção de serotonina, e que se podem encontrar vegetais verdes escuro como a rúcula, as acelgas, a couve portuguesa e na couve-flor.

Dos 30 aos 40 anos

Na idade dos 30 aos 40 anos, a produção de colagénio, uma proteína que auxilia a manter a firmeza da pele, começa a diminuir. É o desespero de muitas mulheres! O ideal nesta fase é complementar a alimentação saudável e equilibrada com alimentos que ajudem a repor o colagénio. Os alimentos ricos em vitamina C potencializam a produção de colagénio. Frutas como o kiwi e a laranja e vegetais verdes como os brócolos, as couves e a salsa são uma boa opção.

Durante quase toda a vida da mulher, é importante manter uma boa ingestão de alimentos ricos em ferro, isto porque, com o período menstrual, este é um nutriente que é comum perder e muitas vezes entra em défice. Alimentos naturalmente ricos em ferro são as leguminosas, vegetais verdes como brócolos, sementes de sésamo, cereais integrais como a quinoa e a aveia.

Menopausa

A menopausa surge normalmente depois dos 50 anos, além da diminuição do colagénio, as hormonas femininas relacionadas com o ciclo menstrual, como o estrogénio, também diminuem. Nesta fase o metabolismo feminino fica ainda mais lento, favorecendo o aumento de peso e a perda da massa muscular. Alimentos ricos em vitaminas D, B6 e C devem ser consumidos com regularidade. Uma alimentação adequada, equilibrada e variada pode prevenir o aparecimento de doenças comuns após a menopausa, como o Alzheimer e a osteoporose.

Independente da fase em que se esteja, uma alimentação saudável, equilibrada, com foco em produtos de origem vegetal, local, sazonal e variada contribui para ter mais saúde e vitalidade, assim como para prevenir doenças como diabetes, hipertensão, obesidade, colesterol elevado e doenças cardiovasculares.

Uma alimentação consciente e natural aliada a um estilo de vida saudável são a melhor opção em todas as idades.
Aqui fica uma sugestão culinária boa para todas as idades, que podem encontrar no meu livro “Cozinhar com Amor” – nomeado para a final dos Gourmand Awards em Yantai, na China – e deve ser acompanhada de vegetais salteados ou de uma boa salada e de um cereal integral a gosto. Eu adoro a combinação com arroz integral polvilhado com sementes de sésamo.

Falafel de grão-de-bico

2 comments found

Responder a Olga mendes Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *